quarta-feira, 23 de maio de 2012

Liturgia Diária - Evangelho, Salmo e Santo do dia

Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! . Sl 15

Ano B – Dia: 24/05/2012
Sl 15, 1-2a.5. 7-8. 9-10. 11 (R.1)
R. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
1 Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
2a Digo ao Senhor: ‘Somente vós sois meu Senhor.
5 Ó Senhor, sois minha herança e minha taça,
meu destino está seguro em vossas mãos!

R. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!

7 Eu bendigo o Senhor, que me aconselha,
e até de noite me adverte o coração.
8 Tenho sempre o Senhor ante meus olhos,
pois se o tenho a meu lado não vacilo.
9 Eis por que meu coração está em festa,
minha alma rejubila de alegria,
e até meu corpo no repouso está tranqüilo;
10 pois não haveis de me deixar entregue à morte,
nem vosso amigo conhecer a corrupção.

R. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!

11 Vós me ensinais vosso caminho para a vida;
junto a vós, felicidade sem limites,
delícia eterna e alegria ao vosso lado!

R. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espirito Santo, como era no principio, agora e sempre . Amém!



São Vicente de Lérins 

  
24 de maio

As notícias que temos sobre o religioso Vicente são poucas. Ele viveu no mosteiro de Lérins, onde foi ordenado sacerdote no século V. Os dados sobre sua vida antes desse período também não são muitos. Tudo indica que ele era um soldado do exército romano e que sua origem seria o norte da França, hoje território da Bélgica.

Alguns registros encontrados em Lérins, escritos por ele mesmo, induzem a crer que seu irmão seria o bispo de Troyes. E ele decidira abandonar a vida desregrada e combativa do exército para “espantar a banalidade e a soberba de sua vida e para dedicar-se somente a Deus na humildade cristã”. Vicente, então, optou pela vida monástica e nela despontou como teólogo e escritor famoso, grande reformador do mosteiro de Lérins.

Ingressou nesse mosteiro, fundado por santo Honorato, na ilha francesa localizada defronte a Cannes, já em idade avançada. Ali se ordenou sacerdote e foi eleito abade, pela retidão de caráter e austeridade de vida religiosa.

Transformou o local num florescente centro de cultura e de espiritualidade, verdadeiro celeiro de bispos e santos para a Igreja. Em 434, escreveu sua obra mais famosa, o “Comnitorium”, também conhecido como “manual de advertência aos hereges”. Mais tarde, são Roberto Belarmino definiu essa obra como “um livro de ouro”, porque estabelece alguns critérios básicos para viver integralmente a mensagem evangélica.

Profundo conhecedor das Sagradas Escrituras e dotado de uma grande cultura humanística, os seus escritos são notáveis pelo vigor e estilo apurado, e pela clareza e precisão de pensamento. As obras possuem grande relevância contra a doutrina herética, e outros textos cristológicos e trinitários. Sua obra, em especial a “Advertência aos hereges” teve uma grande difusão e repercussão, atingindo os nossos dias.

Enaltecido pelos católicos e protestantes, porque traz toda a doutrina dos Padres analisadas nas fontes da fé cristã e todos os critérios da doutrina ortodoxa, Vicente era um grande polemista, respeitado até mesmo por são Jerônimo, futuro doutor da Igreja, seu contemporâneo. Os dois travaram grandes debates através de uma rica corresponderia, trazendo luz sobre muitas divergências doutrinais.

Vicente de Lérins teve seu reconhecimento exaltado pelo próprio antagonista, que fez questão de incluí-lo num capítulo da sua famosa obra “Homens ilustres”. Morreu no mosteiro no ano 450. A Igreja católica dedica o dia 24 de maio a são Vicente de Lérins, celebrado na mesma data também no Oriente.

São Vicente de Lérins, rogai por nós!



Para que eles cheguem à unidade perfeita . João 17,20-26 


Ano B – Dia: 24/05/2012

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 17,20-26
 
Jesus levantou os olhos ao céu e disse:

Pai Santo,

20 eu não te rogo somente por eles,
mas também por aqueles
que vão crer em mim pela sua palavra,

21 para que todos sejam um
como tu, Pai, estás em mim e eu em ti,
e para que eles estejam em nós,
a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.

22 Eu dei-lhes glória que tu me deste,
para que eles sejam um, como nós somos um:

23 eu neles e tu em mim,
para que assim eles cheguem à unidade perfeita
e o mundo reconheça que tu me enviaste
e os amaste, como me amaste a mim.

24 Pai, aqueles que me deste,
quero que estejam comigo onde eu estiver,
para que eles contemplem a minha glória,
glória que tu me deste
porque me amaste antes da fundação do universo.

25 Pai justo, o mundo não te conheceu,
mas eu te conheci,
e estes também conheceram que tu me enviaste.

26 Eu lhes fiz conhecer o teu nome,
e o tornarei conhecido ainda mais,
para que o amor com que me amaste esteja neles,
e eu mesmo esteja neles’.

Palavra da Salvação.



Leitura . (Atos 22,30; 23,6-11)

Ano B – Dia: 24/05/2012

Leitura dos Atos dos Apóstolos 

30Querendo saber com certeza por que Paulo estava sendo acusado pelos judeus, o tribuno soltou-o e mandou reunir os chefes dos sacerdotes e todo o conselho dos anciãos. Depois fez trazer Paulo e colocou-o diante deles.

23,6Sabendo que uma parte dos presentes eram saduceus e a outra parte eram fariseus, Paulo exclamou no conselho dos anciãos: ’Irmãos, eu sou fariseu e filho de fariseus. Estou sendo julgado por causa da nossa esperança na ressurreição dos mortos.’

7Apenas falou isso, armou-se um conflito entre fariseus e saduceus e a assembléia se dividiu.

8Com efeito, os saduceus dizem que não há ressurreição, nem anjo, nem espírito, enquanto os fariseus sustentam uma coisa e outra.

9Houve, então, uma enorme gritaria. Alguns doutores da Lei, do partido dos fariseus, levantaram-se e começaram a protestar, dizendo: ’Não encontramos nenhum mal neste homem. E se um espírito ou anjo tivesse falado com ele?’

10E o conflito crescia cada vez mais. Receando que Paulo fosse despedaçado por eles, o comandante ordenou que os soldados descessem e o tirassem do meio deles, levando-o de novo para o quartel.

11Na noite seguinte, o Senhor aproximou-se de Paulo e lhe disse: ’Tem confiança. Assim como tu deste testemunho de mim em Jerusalém, é preciso que tu sejas também minha testemunha em Roma.’

Palavra do Senhor.

Graças a Deus.

0 comentários :