quinta-feira, 31 de maio de 2012

Rosa de Saron - Versos




Sei que é tarde
Mas através desta, eu venho pedir uma breve oração
Já não conheço mais minha alma

Tenho saudade daqueles dias
Que o tempo passava
E ainda era abril
E eu somente sonhava

Mas é novembro e eu não percebi as flores morrendo
Agora, qual rosa eu darei à Deus?

Simples de coração, nada mais

Que ele se torne uma linda e simples decoração
Porque hoje, essa velha morada é uma triste lenda
E agora canta seus versos de arrependimento
Ouço sinos querendo soar dentro de mim
Ouço sinos soando em mim

Hoje peço que junte os dedos e faça por mim uma prece sem fim

E acordada, vele meu sono
O meu silêncio é uma nota preta num imenso papel vazio
Mas ainda é uma nota que toca, e a lágrima toca o céu
Dura uma noite
Mas no amanhecer vem a alegria

0 comentários :